sábado, 10 de maio de 2008

A noiva

Conheço a noiva desde que estava na barriga da minha mãe... Quando cheguei da maternidade levei até um presentinho para ela... Acho que era um bonequinho dentista que tinha que extrair os dentes do paciente sem tocar na gengiva senão ele gritava... Pobre da outra irmã se sobrasse para ser cobaia... eu não tinha problema, pois ainda não tinha dentes...

A Nani é a minha irmã mais velha... e eu sou a mais nova... Então acho que devo despertar nela um instinto meio mãe, de protetora... Quando os nossos pais iam sair, era ela que ficava responsável por cuidar de mim e da Nanda... Quer dizer, ela que ficava responsável em mexer no fogo, na eletricidade e abrir as latas ... É! Os nossos pais iam jantar e a gente fazia um super piquenique com pipoca doce com leite condensado e salgada, negrinho, branquinho, e até massa de bolo para comer crua de colher... Às vezes era ela quem fazia a minha mamadeira, um dia ao mexer o leite ela deixou a colherinha cair ao fundo e eu tive que tomar a “dedeira” com a colher indo para lá e para cá. Desde então, sempre que ela preparava a minha mamadeira deixava cair “acidentalmente” a colher dentro dela.
Às vezes ela era um pouco egoísta, talvez porque eu era pequena demais e ela tinha medo que eu ou Nanda estragássemos as coisas dela... Por exemplo, o disco (aqueles de vinil mesmo) Rádio Pirata ao vivo do RPM ela não deixava a gente nem chegar perto.
Não devia ser fácil dividir um quarto com duas irmãs pequenas... Mas ela ainda tinha o privilegio de dormir na cama de cima, porque era “grande”. Por isso, quando a gente se mudou para a “casa 2” ela foi a primeira a ter um quarto só para ela...
Ela também foi a primeira a ter bichinhos de estimação (o Peri e a Quita – um casal de periquitos). Foi numa pet shop comprando comida para os periquitos que ela levou para casa o Chico, um coelho branco que não parava de comer couve e fazer sujeira. Depois de romper esta barreira que a gente pode ter cachorros em casa. Obrigada Nani!!!!
Eu lembro do dia em que ela fez 25 anos que eu disse para ela que tinha que começar a usar Renew... Xiii.... Este ano já sou eu... rsss
Agora é a vez de ela romper outra barreira, ao se casar ela está abrindo espaço para as
Irmãs da noiva... Agora só faltam os sobrinhos... Mas não te assusta, quando tu ensaiou comigo eu descobri que tu és uma ótima mãe.

6 comentários:

Fê... disse...

Marcinha isso só podia ser coisa tua né!!!

Parabéns pra noiva e pra irma da noiva heheheh

beijo da prima

Fê... disse...

ah, posso adicionar nos meus favoritos????

Márcia Bahlis Moreira disse...

Oi Fê!!!
Que bom te ver por aqui...
Pode adicionar sim... Será um prazer =D

elaine disse...

hahaha
Márcia eu tô adorando!!!
Mas eu nem lembrava da colher na mamadeira... e os piqueniques... eram TRI bons!!! Só nao gostei dessa história de velha... e eu nem uso renew!
hehe
beijao
A NOIVA

elaine disse...

RPM!!!
Nanda, lembra que a gente foi no show no Gigantinho com o pai e a mãe?
Acho que eu tinha uns 9 anos!!! Super emocionante!

elaine disse...

Só uma correçao... os nomes eram Periblue e Yellowquito. Lembra???
Coincidentemente eles eram um azul e o outro amarelo...
Depois morreu um deles e aí eu comprei a Penta que era verde e amarela! Lembra disso?
Do Francisco (Chico) tu não esquece né! Deixava o maior fedorzão...
hehehe